André Ceciliano

 

 

Nome completo: André Luiz Ceciliano 

Data de nascimento: 28/02/1968 
Origem: Nilópolis 

Mandato: 2º mandato 

Domicílio eleitoral:Japeri 

Votação nas últimas eleições: 28.035 
Formação: Direito 

Área de atuação : Saúde Pública com ênfase em saúde mental, educação  
Web site: www.deputadoandrececiliano.com.br 
 E-mail: andrececiliano@alerj.rj.gov.br  /  andreluizceciliano@gmail.com 

André Ceciliano nasceu em Nilópolis, na Baixada Fluminense, em 02 de fevereiro de 1968 e mudou-se para Paracambi com os pais e os irmãos aos cinco anos de idade. É casado com a médica Ludmila Ceciliano e tem dois filhos, Giulia e Andrezinho.

 

Começou na política aos 28 anos, em 1996, quando disputou pela primeira vez o cargo de prefeito de Paracambi. Apesar de bem votado, não conseguiu se eleger. Dois anos depois foi eleito deputado estadual pelo PT e durante seu mandato conseguiu diversos benefícios para a sua região, que engloba os municípios de Japeri, Paracambi, Queimados, Mendes e Nova Iguaçu. Transformou o prédio abandonado da antiga fábrica têxtil Brasil Industrial na Fábrica do Conhecimento, que atende mais de dez mil alunos em seus pólos de ensino.

 

Em 2000, André Ceciliano concorreu novamente à Prefeitura de Paracambi e, desta vez, saiu-se vitorioso. Deu início a uma nova era na cidade, focando sua administração em dois serviços essenciais para a população: Educação e Saúde. Além de ampliar a capacidade de ensino da Fábrica do Conhecimento – que recebeu o primeiro pólo de ensino à distância do estado -, qualificou professores, reformou escolas, criou o programa de saúde mental, também referência no estado, e triplicou o atendimento do programa Saúde da Família.

 

Em 2005 retornou à Prefeitura de Paracambi com a cassação, por compra de votos, do prefeito eleito, Dr. Flávio do antigo PL. Dois anos depois, disputou a Prefeitura de Japeri, cidade vizinha a Paracambi e ficou em segundo lugar.

 

Em 2010 disputou o cargo de deputado estadual e com 28.035 votos ficou como primeiro suplente do PT. Acabou assumindo a vaga de deputado com a saída do deputado Carlos Minc, de seu partido, para a Secretaria de Meio Ambiente do Estado.

 

Entre as suas principais bandeiras na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) estão a luta pelo desenvolvimento das cidades da Baixada e a defesa da ampliação do acesso à Educação e à Cultura no Estado do Rio. É autor de 11 leis, entre elas a (Lei 1234/2000), que mudou radicalmente a legislação de incentivo à Cultura, desburocratizando o acesso aos programas de financiamento e isenção fiscal e da (Lei 5946/2011), a mais recente, que inclui a compra de imóveis tombados ou de valor cultural e artístico nos benefícios fiscais garantidos pela Lei de Incentivo à Cultura.

 

Também assina vários projetos de lei em andamento na Casa legislativa, entre eles, o que cria o programa estadual de aquisição de imóveis usados para moradores de áreas de risco e vítimas de catástrofes naturais (148/11); outro que garante benefícios específicos para micro e pequenas empresas no estado, objetivando aumentar os postos de trabalho (428/11), o que institui tratamento ortodôntico de crianças e adolescentes no estado (238/11), e outras propostas de interesse dos cidadãos fluminenses.

 

Entre as indicações legislativas ao governo estadual e a empresas concessionárias de serviços públicos estão a implantação do Programa Baixada Digital em Paracambi e instalação de um Centro de Vocação Tecnológica (CVT) em Japeri e ainda a implantação de gás natural em Paracambi e de postos de GNV – Gas Natural Veicular – em Japeri. Integra as Comissões de Defesa do Meio Ambiente, de Saneamento Ambiental, de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional e de Tributação, Controle da Arrecadação Estadual e Fiscalização de Tributos Estaduais.

 

 

 

 

 

<

p style=”line-height: 20.1pt; text-align: left; background: white;”>